Tag Archive for Lisos

Progressivas

Cada cabelo, um efeito

Apesar de prometer cabelos lisos, a escova progressiva, naturalmente, não funciona de maneira igual para todos os cabelos, já que há cabelos com características diferentes.

Os cabelos virgens (sem coloração ou químicas) possuem uma camada de proteção maior, o que impede que as moléculas químicas penetrem na cutícula dos fios. Por isso, o efeito da escova progressiva pode ser menor em cabelos que não passaram ou que passaram por pouca química.

Cabelos mais crespos tendem a possuir um resultado menos liso do que os meramente ondulados, já que é preciso uma modificação de estrutura muito maior. Por isso, o resultado da escova progressiva varia para cada pessoa.

Escovas progressivas são todas iguais?

Não existe um único produto de escova progressiva, já que há diversos produtos com composições, princípios ativos e resultados diferentes. Assim, não ache que uma escova progressiva, uma escova definitiva e um botox capilar se tratam exatamente da mesma coisa, já que são técnicas diferentes e portanto alguns objetivos diferentes..

Em geral, entretanto, o resultado tende a ser o mesmo, que é o de cabelos lisos ou com menos volume, mas é importante escolher o correto para você.

Atenção ao formol

O mais importante, entretanto, ao fazer uma escova progressiva é ter a certeza de que o produto não contém formol, substância proibida pela ANVISA. Além de poder causar alergias e irritações no couro cabeludo, o uso de formol pode levar à queda de cabelos e, embora não comprovado, há chances de aumentar a probabilidade do aparecimento de câncer em longo prazo.

Certifique-se de escolher um profissional de confiança e confirme que os produtos não possuem formol em sua composição.

Avaliação do cabelo é necessária

Além disso, é preciso que o cabelo passe por uma avaliação antes de ser realizada a escova progressiva, já que cabelos muito danificados ou fragilizados não podem passar pelo procedimento. Neste caso um tratamento poderá anteceder o processo (pelo menos um tratamento em um mês que antecede). Um tratamento com base em reconstrução, hidratação e restauração de fibra capilar.

Cabelos que passaram por químicas recentes também não devem ser submetidos à escova progressiva, já que existe a chance de ocorrer um corte químico, ou seja, os elementos químicos reagem e levam a uma queda do cabelo.

Não abra mão de fazer o teste de mechas Ele te dará parâmetro para realização ou não do procedimento.

Sabendo como funciona a escova progressiva você ficará muito mais segura para realizar o procedimento. Escolha, entretanto, um profissional de confiança para garantir a qualidade do resultado final.

Lembrando que ainda existe outros tipos de químicas que resultam em alisamento, guanidina e tioglicolato são alguns que se mantém o uso por muitos profissionais.

Diferentes tipos de alisamento, para diferentes tipos de cabelos

Com diversos produtos no mercado, fica difícil escolher a melhor opção para seu tipo de cabelo. Entender um pouco da composição, ação e recomendação dos produtos, torna mais fácil o momento da escolha do produto.

Dentre os ativos mais comuns, estão o hidróxido de guanidina e o tioglicolato de amônia. Os dois possuem ação forte e eficiente para relaxamento e alisamento, dependendo do processo que você realize.

Para cabelos ondulados, cacheados e levemente crespos, o ativo tioglicolato de amônia é o mais indicado. Com ph em torno de 8 a 9 (dependendo do produto), este produto traz bons resultados nesses tipos de cabelo, com uma agressão menor.

Como o ativo hidróxido de guanidina tem um ph maior, chegando a 11/ 12 (dependendo do produto), ele oferece melhores resultados para cabelos crespos e mais difíceis de lidar. Para este tipo de processo, é sempre recomendado o uso de uma proteção capilar, como o Scalp da Raiz Latina. “O Scalp é um produto essencial para proteção do couro cabeludo, pois o ativo hidróxido de guanidina tem o teor de ph excessivamente alto comparado com o couro cabeludo que varia entre 4,5 e 6, causando queimadura se não estiver protegido devidamente.” diz Klaus Silveira, coordenador técnico da empresa.

Nunca se esqueça de exigir o teste de mecha para seu cabeleireiro, onde ele testará o efeito que o produto tem nos seus fios, além de avaliar a resistência de seus cabelos com o mesmo. O fundamental é sempre escolher um profissional de sua confiança, experiente no que faz, e produtos com marca consolidada no mercado.