Porquê seu cabelo não está crescendo?

Entenda o porquê seu cabelo não está crescendo com a nutricionista Mariana Ferri.

Juntamente com a nutricionista Mariana Ferri d’avila fizemos um informativo de situações que influenciam no não crescimento da massa e comprimento das suas madeixas.

O cabelo é uma queixa comum nos meus atendimentos.

Quais as causas da queda e dificuldade de crescimento?

1️⃣ Seus hormônios podem estar alterados (estradiol, progesterona, cortisol, testosterona, dhea, gh, tsh).
Pode ser por pós parto, menopausa, andropausa, estresse, ovários policísticos, fadiga crônica, insônia, anticoncepcional, hipotireoidismo clínico ou subclínico, disruptores endócrinos (bisfenol, agrotóxicos…), etc.

2️⃣ Aumento de gordura abdominal pode causar resistência à insulina, que por sua vez aumenta a testosterona livre. Insulina tem que estar abaixo de 7 no exame, apesar da referência ser mais ampla.

3️⃣ Funcionamento alterado do intestino, como a disbiose intestinal, que altera a absorção de nutrientes e pode causar deficiências nutricionais importantes. A Intolerância alimentar pode causar alteração na microbiota intestinal, não somente gases e sensação de empachamento, mas sim absorção de proteínas que geram aumento do processo inflamatório, como caseína (proteína do leite), glúten, etc.

4️⃣ A deficiência de vitamina D. Em pessoas com sobrepeso ou obesidade, a vitamina D que é lipossolúvel, tende a ficar baixa no sangue e alta nos adipócitos (células de gordura), que é onde não será útil. Apesar dos valores de referência, estudos apontam para níveis entre 60 e 90.

5️⃣ Se a sua alimentação é pobre em nutrientes, você pode ficar com deficiência de ferro, biotina, vitamina C, zinco, silício, Crisina, Cistina, L-Cisteína (principal aminoácido da queratina), Paba, etc.
Um exame importante é o da Ferritina, que por mais que esteja dentro do valor de referenciação o ideal é entre 70-200, mesmo porque o excesso é ruim já que indica aumento do estresse oxidativo.

 

Suplementar nutrientes específicos e probióticos pode ajudar, assim como usar produtos bons. Eu mesma tenho usado a linha de mandioca da @raizlatina.oficial e estou amando… o finalizador deixa um brilho maravilhentoooo!

Então com esse discurso técnico e essas dicas já sabemos que alimentação e cabelo têm tudo haver não é mesmo? Assim como as vitaminas boas que temos que ingerir diariamente na nossa alimentação, precisamos de produtos capilares que na sua composição tenha boas vitaminas e nutrientes, inclusive nossos ativos têm essas funções até conjuntas, já se questionou sobre a segurança na utilização de certas substâncias para o cabelo? Nós sim.

O cuidado vem de dentro para fora e de fora para dentro, por isso a nutrição é uma profissão aliada da nossa indústria cosmética.

Gostou desse artigo? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email

Deixe o seu comentário:

Visagismo Artigo

Descubra como consultar uma aparência natural que revela a fisionomia sem expressões, e aperfeiçoar a

Como driblar o frizz

Duvido você nunca ter se arrumado toda e quando foi se olhar no espelho o

×